TJD
Segunda Divisão e categorias de base destacam-se nos julgamentos
Publicado em 22 de julho de 2013 às 20h10

Na noite desta segunda-feira (22), na sede da Federação Paulista de Futebol, foi realizado mais um julgamento do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva). Os destaques ficaram por conta da Segunda Divisão do Campeonato Paulista e pelas categorias Sub-20, especificamente na agremiação do Bragantino, e Sub-17, com o Taubaté.

A Associação Esportiva Ilha Solteira foi julgada no artigo 214 (Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente), e perdeu três pontos. Ainda na divisão, o jogador Wesley Tavares dos Santos, do Jabaquara Atlético Clube, foi julgado no artigo 250 (ato desleal ou hostil durante a partida, prova ou equivalente), sendo punido em duas partidas de suspensão.

Pela categoria Sub-20, o atleta Emerson Fidelis Dias da Silva do Clube Atlético Bragantino, levou uma grande pena após ser julgado e condenado pelos artigos 254-A, II (Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente/desferir chutes ou pontapés, desvinculados da disputa de jogo, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido), artigo 258, § 2º, II (Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código/desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões), e também artigo 243-F, § 1º (Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto/ Se a ação for praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, contra árbitros, assistentes ou demais membros de equipe de arbitragem, a pena mínima será de suspensão por quatro partidas), sofrendo cinco partidas de suspensão.

Por fim, na categoria Sub-17 o Esporte Clube Taubaté foi julgado pelos artigos 214, § 1º e 2º, com complemento do artigo 182, § 1º (Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente/Para os fins deste artigo, não serão computados os pontos eventualmente obtidos pelo infrator/ O resultado da partida, prova ou equivalente será mantido, mas à entidade infratora não serão computados eventuais critérios de desempate que lhe beneficiem, constantes do regulamento da competição, como, entre outros, o registro da vitória ou de pontos marcados), sofrendo a perda de um ponto e sendo multado em R$100,00 (cem reais).

© 2014 Federação Paulista de Futebol - Todos os direitos reservados. FALE CONOSCO    |    EXPEDIENTE
Placar On Line