Mogi Mirim Esporte Clube
Série D
Mogi Mirim perde a primeira e Mirassol segue sem vencer
Publicado em 16 de julho de 2012 às 10h41

Teve inicio neste final de semana, a quarta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, com apenas dois times paulistas em ação, já que o Marília folgou nesta rodada. Nos 12 jogos disputados, 31 gols foram marcados, conferindo média de 2,58 por partida.

No domingo, às 15h, pelo Grupo A8, o Mirassol recebeu o Brasil de Pelotas (RS), no estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol e num confronto parelho, o empate por 2 a 2 deu números finais a partida. Com este resultado, o time canarinho soma o seu terceiro empate seguido, figurando na quinta colocação da chave, com três pontos.

Finalizando, também no domingo, às 16h, pelo Grupo A7, o Mogi Mirim visitou o Concórdia (SC) e acabou sendo derrotado por 2 a 1, no estádio do Bambu, em Aracruz. Após este resultado, a equipe de Mogi Mirim figura na vice-liderança do grupo, com sete pontos ganhos.

Confira, abaixo, os resultados da quarta rodada da Série D:

Grupo A1
Náutico (RR) 3x1 Penarol (AM)

Grupo A3
Horizonte (CE) 0x0 Campinense (PB)
Baraúnas (RN) 3x1 Ypiranga (PE)

Grupo A4
Sousa (PB) 0x0 CSA (AL)
Itabaiana (SE) 2x1 Feirense (BA)

Grupo A5
Ceilândia (DF) 1x1 Sobradinho (DF)
Cene (MS)  4x1 Aparecidense (GO)

Grupo A6
Aracruz (ES) 1x0 Volta Redonda (RJ)

Grupo A7
Concórdia (SC) 2x1 Mogi Mirim
Cerâmica (RS) 1x2 Cianorte (PR)

Grupo A8
Mirassol 2x2 Brasil de Pelotas (RS)
Arapongas (PR) 2x0 Metropolitano (SC)

Ficha Técnica
Presidente
Wilson Bonetti (Presidente em Exercício)
Endereço
Rua Dr. Ferreira Lima, 150 CEP 13800-199 - Mogi Mirim -
Telefone: 19 - 3806-4311

Web Site Oficial
www.mogimirim.com.br


Fundação
01/02/1932
Estádio Mandante

Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira
Mogi Mirim
Mascote

Quem não se lembra do famoso “carrossel caipira”, formado no início da década de 1990 pela forma tática parecida com que a Holanda atuou na Copa de 1974?

Se ninguém se esquece de Rivaldo, Leto e Válber – as estrelas daquele período que partiram rumo ao sucesso em grandes clubes do Brasil e Seleção Brasileira –, do Sapão, a mascote do Mogi Mirim, o torcedor também vai se lembrar. Afinal, ele faz parte da história da cidade desde os tempos de sua fundação, no século 17, por causa dos brejos existentes em abundância na região. A quantidade de sapos que ficava à beira destes lugares tornou o anfíbio famoso entre seus moradores. A história perpetuou-se até virar o símbolo do Mogi Mirim, fundado em 1932.
© 2014 Federação Paulista de Futebol - Todos os direitos reservados. FALE CONOSCO    |    EXPEDIENTE